7

Rock In Rio - de 1985 à 2013

por um mundo melhor rock in rio
Após a ditadura militar, enquanto nascia uma democracia que caminhava a passos lentos, Roberto Medina idealizou um grande show, nas terras do Rio de Janeiro, adotando o slogan "por um mundo melhor". Originalmente, o evento foi destinado exclusivamente ao Rock, criando a oportunidade de grandes nomes da música, nacional e internacional, de visitar os países latinos, já que, até então, não havia essa prática. Mais tarde, a ideologia do evento passa a dar ênfase em temas sócios-culturais e de sustentabilidade, aprimorando a ideia de levar diversão e conscientização ao público.

Nessa época também o espaço hoje conhecido como Cidade do Rock foi doado ao município do Rio de Janeiro tornando-se um dos maiores palcos para eventos do mundo. A área possui 250 metros quadrados, hoje bem estruturados para sediar com graça eventos de grande porte. São 29 anos de história divididos em doze edições: 04 no Brasil, 05 em Portugal e 03 na Espanha, o que faz o evento ser reconhecido como o maior festival musical do mundo, desde sua criação.

Na primeira edição, em 1985, realizada no Rio de Janeiro, bandas como AC/DC, Ozzy Osbourne, Queen e Iron Maiden, entre outras (um total de 28 bandas), tiveram presenças consagradas, fazendo a edição tornar-se uma lenda.

primeiro rock in rio. Realizado na cidade do rock em 1985

Em 1991, devido à contundências com o governo quanto ao terreno da cidade do rock, o evento foi realizado no Maracanã, deixando sua marca na cidade e no Guines Book como record de público pagante em um show musical até então. A banda norueguesa A-HA, foi a grande sensação, ao lado de Guns N' Roses, Megadeth, INXS, Joe Cocker e Sepultura. 

show do rock in rio no maracanã 1991

Dez anos após a edição no Maracanã, em 2001 o evento volta a acontecer na cidade do rock reerguida e reestruturada para receber 250 mil pessoas por dia. O festival bateu outro record de público, com mais de um milhão de pessoas nos sete dias de festa, com 128 artistas se apresentando. Iron Maiden e Guns N' Roses retornam ao palco levando o público ao êxtase, ao lado de REM, Red Hot Chili Peppers e Quens Of The Stone Age.

show do rock in rio na cidade do rock em 2001

Em 2004 aconteceu o primeiro Rock In Rio Lisboa, em Portugal, seguindo a ideologia do evento, misturando rock com atitudes que contribuem para um mundo melhor. Também foi a primeira edição transmitida pela televisão, na íntegra, para cerca de oitenta países. Metallica foi a sensação do evento, com um show estupendo, ao lado de Paul McCartney, Foo Fighters, Kings Of Leons e outros artistas brasileiros e portugueses. 

show rock in rio em Lisboa 2004

Lisboa, 2006. O Sucesso da última edição torna o evento um marco, realizado a cada dois anos no país. Seguindo a tradição de inovar em luz e estrutura, um destaque foi design de algumas áreas, com tecnologia e estruturas impressionantes. A partir dessa edição expande-se o estilo musical para ritmos eletrônicos, hip hop e axé, descaracterizando em suma como um evento exclusivo de rock. No entanto Guns N' Roses e Roger Waters tiveram maior público.

show rock in rio em lisboa 2006

No ano de 2008 houve duas edições do Rock in Rio. Em Lisboa, o evento seguiu a métrica de acontecer a cada dois anos sendo então a terceira edição no país, que por sinal investiu pesado inovando em design e tecnologia. Houve também a miscigenação com um evento de moda, trazendo vários desfiles de diversas marcas de um lado e shows com várias bandas de outro. Metallica retorna ao palco do evento com outro show imperdível, acompanhado de Link Park, Bon Jovi e Kiser Chiefs.


Já em Madrid, Espanha, foi a primeira edição do festival com uma "cidade do rock" construída especialmente para sediar o evento. A proposta de trazer novos conceitos e discutir problemas socioambientais continua como tema central e uma quantidade significativa de fundos foi investida em iniciativas para a sustentabilidade. Bob Dylan, Amy Winehouse e Alanis Morissette foram algumas das apresentações no show.


Assim como em Lisboa, Madrid também passou a sediar o evento a cada dois anos. No ano de 2010, Lisboa contou com uma infraestrutura impecável, desfiles de moda e o meio ambiente conduzindo a pauta sustentável do festival, que nessa edição incluiu as mudanças climáticas no debate. Até um hotel foi instalado em plena Cidade do Rock. Artistas com Megadeth e Mothorhead deixaram o evento mais caracterizado. Já em Madrid, a segunda edição espanhola trouxe a proposta de juntar a família, com shows para todos os públicos. O line-up trouxe artistas do cardápio dos mais jovens, como Miley Cyrus, e bandas históricas como Rage Against The Machine e Jane´s Addiction, além de um time forte da música eletrônica.

show do rock in rio em lisboa 2010

show do rock in rio madrid 2010

2011. O Rock in Rio retorna onde tudo começou com mais de 700 mil ingressos, distribuídos em sete dias, esgotados em apenas 4 dias de venda. Sempre presente, o sentimento por dias melhores se materializou no tema Por Um Mundo Melhor, que deu tom às discussões sobre sustentabilidade e projetos sociais. Desfiles de moda e novas atrações, entre elas, um parque de diversões, também marcaram presença. A diversidade musical, outra marca história do festival, também esteve presente. No line-up, artistas solicitados pelo público como Guns N’ Roses e Red Hot Chilli Peppers, e grandes nomes do pop, como Katy Perry, Rihanna e Shakira. Sem falar nos shows avassaladores de Slipknot, Coldplay, Metallica e Sepultura, em um encontro inédito com o Tambours do Bronx.

show do rock in rio em 2011 brasil

Em 2012 o evento retorna à Europa, ocorrendo novamente em Lisboa e Madrid. Aprimoradas as estruturas, com grandes influencias tecnológicas, os shows tornaram-se um marco com uma mistura de gêneros e ênfase nos temas de sustentabilidade e cuidados com o planeta. Metallica se tornou uma das bandas consagradas participando de 4 em 5 edições de Lisboa.

show do rock in rio em lisboa 2012

show rock in rio em madrid 2012

Está tudo preparado e faltam apenas 48 dias para a 5ª edição do evento no Brasil. Metallica e Iron Maiden voltam ao nosso palco prometendo um grande show, ao lado de Slayer, Bon Jovi e Alice In Chains, além de diversas outras apresentações nacionais e internacionais. 

Particularmente, acho que o evento deveria em sua retornar suas origens, com um espaço exclusivo para o Rock n' Roll, já que cada estilo tem seus próprios shows espalhados por aí, mas mesmo assim a tendência é que seja um grande evento tanto musical como social. Estima-se um público de 700 mil pessoas durante os sete dias de evento, com atrações em dois principais palcos.

mapa da cidade do rock rio de janeiro




7 comentários:

  1. Olá Marcela,

    Se tem algo que gosto é rock e estou meio decepcionado por não ter conseguido ingressos para ir ao Rock in Rio. É um evento que como descrito tem um lado político/social fundamental, nas suas origens em meio burburinhos da época quando criado.

    Lembrando que na edição de 2001, no Rio, teve problemas com Carlinhos Brown e Lobão, foram vaiados e até lata de cervejas foram atiradas contra os cantores. Em 2011 tbm teve polêmica, dessa vez com Claudia Leitte chamando as pessoas que não gostaram de sua presença no festival de nazistas.

    Acredito que será outro evento maravilhoso e mais uma vez terei de me contentar vendo através do Multishow :\

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Mas também... eu acho bem um disparate enfiar Claudia Leite e toda essa gente no meio do Rock in Rio. Acho que eles querem "agradar todo mundo" e acabam perdendo o foco do evento. As pessoas dessa área não sabem lidar com nós, rockeiros. hehe...
    Que pena não ter conseguido. Esse será a segunda vez que vou. Mas confesso que trocaria meu ingresso pelo Black Sabbath, que não consegui comprar...

    obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  3. muita gente não gosta, mas acho bacana festivais! claro, me meti em muita roubada, mesmo assim eu gosto.

    ResponderExcluir
  4. Sempre que o Rock In Rio está com o festival no Rio eu não tenho dinheiro ou tenho que ver pela televisão. Mas é um espetáculo maravilhoso. E uma alma do rock que desde 1985 é um show lindo. Mas o que estraga tudo e o enfiamento de música da Bahia dentro do festival. Axé. Mas enfim o espetáculo é lindo.

    rodrigobandasoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Maravilhosa retrospectiva deste evento que já foi um marco e que hoe apresenta atrações que não tem nada a ver com a proposta inicial ... ok que muito tempo passou , mas Claudia Leite não dá pra suportar

    ResponderExcluir
  6. Eu fui em 2011, inesquecível! Mas ainda acho que poderiam dividir essa estrutura toda e realizar dois festivais, um de rock e outro pop pq assim como nos "roqueiros" não gostamos de certos artistas, imagino que os fans do pop tbm não curtam muito estar entre nós!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.